O HINO DE AMOR

(Maratona com Jesus)


 

Continuação do: Cântico do Espírito Santo (IV)

22 de junho de 1998

(Continuação.)

vem filha... Eu sou a Fonte interior de poder dentro de ti, cujas mais doces melodias a ti cantadas ressoam em cada nação;

não te escrevi, Minha pomba, milhares de páginas de amor, conselho e conhecimento, para seres capaz de expor a Verdade a esta geração empobrecida? Minha esposa, não te enchi de palavras salutares para responderes a quem te pergunta? é de Mim que respiras, banhada em Minha Luz; é em Mim que te moves e tu és1 sem nunca deixares de ser; pois Minha Majestade transcende a Terra e o Céu e tudo que neles está;

então, de Minha Boca, cheia de graça, fluem riqueza e honra, enriquecendo todos os que Me amam; enriquecendo-os para Nos conhecerem como Trino, contudo Uno na unidade da essência; ensinando-lhes com ternura as realidades celestes, levantando seu espírito para revolver apenas em torno das realidades celestes;

fui Eu que criei teu ser mais íntimo e que te coloquei no ventre de tua mãe; e enquanto observava diariamente, inebriado de deleite, teus ossos tomando forma, modelando-se em segredo, Eu já celebrava nossos esponsais; digo-te que, se encontrasse teu espírito ansioso e sedento de conhecer-Me, Eu, que desde teu nascimento ansiava em te possuir e te desposar, voaria para ti, ao teu primeiro convite, e te marcaria com Meu ardente beijo batismal em tua fronte; um sinal celeste de nossa celebração matrimonial; então, Minha bem-amada, Eu te coroaria com uma guirlanda das mais perfumadas flores; cada uma das pétalas representando uma virtude;

Eu sou a Porta pela qual os virtuosos entram; e assim como Minha palavra garantiu, Eu reviverei teu amor pelo Evangelho, para igualar tua ansiedade à dos primeiros apóstolos em espalhar o Evangelho da Paz; e onde fores, deixarás atrás de ti Meu aroma, perfumando nação após nação, pois Eu sempre estarei contigo;

Eu te privilegiarei para cresceres em teu amor, não apenas por Nós, mas também por teus irmãos e irmãs, a fim de que cantes para Nós o salmo:2 "como é bom, como é agradável habitar todos juntos como irmãos";

Eu Me tornarei teu Ajudande pessoal e Companheiro, e também tua família, teu irmão, tua irmã; Eu serei teu portador;3 Eu serei teu amém do Amém4 e o teu cântico Àquele que, agora, canta hinos para ti... Eu te revelarei, Minha esposa, o que a carne e o sangue jamais poderão revelar-te: Eu te revelarei a parte mais íntima de teu coração e também as profundezas e a mente de Deus;

Eu mostrarei benevolentemente Meu favor aumentando em ti, enquanto Eu te estarei diminuindo; a Aurora despertará em ti enquanto a Noite morrerá em ti;

Eu sou a Luz de tua alma e belo como a Parusia em ti, Eu brilharei e inaugurarei com todos Meus anjos e santos Nossa união de divino Amor; Nós celebraremos nossos esponsais...

em Mim, gozarás de liberdade; sem Mim, tua alma permanece cativa e cairá nas ciladas do maligno, que te aprisionará; por isso não olhes para mais ninguém, Meu amor, a não ser para teu Deus, três vezes Santo; não te delicies em mais ninguém na Terra, a não ser Naquele que, de Suas Fontes, te amamenta com Vida; não definhes de amor por mais ninguém na Terra, exceto pelo Rei dos reis, o Primeiro e o Último, e por Sua Casa;

e tu, Vassiliki, em quem Eu5 pousei e que Me abraçou tão carinhosamente e com tanta afeição à tua face, como um sinal de amor, exclamando: Eu O encontrei, Aquele a quem meu coração ama! tu Me apertaste e Me seguraste firmemente contra tua face, nem Me deixavas sair; mas Eu também encontrei em Meu canteiro de especiarias faixas docemente perfumadas;

Eu te darei o dom de Meu Amor, Eu disse; então, como gotas de pura mirra, Minhas palavras caíram em teu ouvido, abrindo-o para que fosses capaz de ouvir Meus desejos; Eu sou tua Vida; deixa-te ser guiada pela graça de agora em diante por Mim; que teus lábios sejam como lírios,6 destilando pura mirra; não desistas da luta, Eu estarei contigo; suporta a Cruz de Cristo e enamora-te Dela, e Eu estarei contigo; põe tua fé em Deus e glorifica o Nome do Pai; encoraja tua geração para que conheça o Pai; dize-lhes que Ele é um Pai delicado e um Deus de consolação; espalha o Conhecimento Dele e Eu estarei contigo; dize a esta geração, que o Nome do Amém enche todo o universo com o mais sublime perfume, a mais delicada fragrância; sê veloz como uma gazela sobre as ravinas, cruzando vales com Nossa Palavra, e Eu estarei contigo; sê como um lírio, pela pureza de tuas intenções, destilando pura mirra na Igreja que Cristo comprou com Seu Próprio Sangue; que Nós digamos um dia: quão fragrante é teu perfume, mais delicioso que todas as outras especiarias, e Eu estarei contigo e continuarei soprando em ti, Meu jardim, a fim de espalhares teu doce perfume por toda a parte; sê plantada em Mim e cresce forte em tua fé, com a força de Meu Poder, para que compreendas a largura e o comprimento, a altura e a profundidade, até que chegues a conhecer o Amor do Filho, que está além de todo conhecimento, e serás preenchida da absoluta plenitude de Deus; foi isso o que Eu te disse...

e agora, Minha esposa, desposada e revestida com Cristo, enfeitada com Minha inefável Luz e engastada como uma pedra real em Mim, tem coragem, Eu estou contigo, teu verdadeiro Companheiro; frágil esposa do Altíssimo e Pai de todos, e que é o Esposo de todos, guarda teus pensamentos em Sua Soberania e em Seu Esplendor e alimenta-te diretamente de Sua Boca, colocando tua boca na Dele, para obteres a grandiosidade de Sua Obra; o fluxo de Sua Obra é mais doce que néctar;

fica colada ao Peito de teu Esposo e brilharás no mundo como uma estrela brilhante, porque estarás oferecendo ao mundo a Palavra da Vida; tua corrida, Minha bem-amada, ainda não acabou, mas Eu estou contigo, embora haja flechas ardentes dirigidas contra ti, porque recebeste de Mim a Palavra de Deus; sê forte, pois Eu sou tua Armadura; continua a espalhar teu doce perfume, estendendo-o a cada nação, sem te esquecer de que Eu sou teu doce Amante, o Senhor Deus, e que tu, a quem Eu criei para este propósito, és Minha esposa, que agora pertence à Minha Casa Imperial;

Eu sou a Revelação7 do Filho e o Filho é a Revelação do Pai; e em Nossa perfeita sabedoria, como nunca antes na história, Nós concedemos a esta geração e às gerações futuras vários favores; para sua salvação, Eu suscitei profetas para ajudá-los a compreender e alcançar o mais pleno conhecimento de Nossa Divina Vontade; Eu te dei inteiramente a eles, para os admoestar através deste Cântico8 e os ajudar a Nos conhecer e a entrar no caminho da salvação, onde a plenitude de todas as graças está escondida;

todos os santos e anjos declaram, agora, a uma só melodiosa voz:

nós te agradecemos
ó Santíssima e Adorável Trindade, Sabedoria Eterna,
por proporcionar ao mundo inteiro, em um inefável abismo de generosidade,
vosso Cântico de Esperança e de Amor;
escrito para conduzir muitos à Salvação Eterna;
com excepcional graça, Vós traçastes um caminho
perfumado pelo doce aroma de Vosso perfume
e espalhado com safiras,
para cada um seguir e encontrar
seu mais belo repouso na Eternidade;
e, em Vossa divina delicadeza,
encontrastes esse remédio para curar esta geração;

Ó Primavera do Universo, Trindade Amabilíssima,
Esposo totalmente adorável
Vós visitastes uma vez mais a Terra,
para falar aos Vossos filhos, coração a coração,
derramando sobre eles uma corrente de graças
com um ungido e luminoso conhecimento de Vós;
Vós, Divindade Luminosa, antecipastes esta Festa9
muito antes de Vossa criação;
o dia em que, favorecendo vossa bem-amada,
chamarás Vossa criação,
do mais baixo ao mais elevado,
a um dia de esponsais com Vossa Divindade,
quando, nesses dias de festividade,
compartilharás com eles uma união mais íntima,
engastada em Vós como uma preciosa pedra real,
equanto conversareis com eles
no interior de seu coração;

na ternura de Vosso Coração,
previstes que essa divina união
seria apenas de doçura,
porque passareis Vosso tempo com eles,
compartilhando suas vidas enquanto ainda na Terra,
assim como partilhastes Vosso esplendor com Vossos Anjos;

graças e louvores sejam dados à adorável Trindade
por irrigar Seus canteiros,10
e por enviar Sua luz a toda parte;
nós Vos damos graças, ó Deus, enquanto recontamos Vossas maravilhas;

a fim de atingir o abismo da fragilidade humana,
deixastes Vosso Trono e pusestes de lado Vossa Coroa real11
para enfeitar Vossa criação
com uma superabundância de Vosso divino Amor;
então, inebriados com Vosso Amor por eles,
destes Vosso Espírito Santo
que os atrairá ao Vosso aposento nupcial12
e ao Vosso leito matrimonial,13
espontaneamente unindo-se a Vós;

ó Santíssima Trindade,
Tesouro dos santos e dos anjos;
uma vez que Vossa criação seja exaltada com Divino Amor,
então eles Vos gritarão:
'Kyrie eleisson, Kyrie eleisson...'
enquanto sussurrareis em seus ouvidos:
porque abraçastes a impassibilidade
encontrastes uma vivificação espiritual em Meu abraço;

Doador da Vida e Dispensador de inestimáveis dons,
Vós tendes, em Vossa ternura,
chamado os pobres assim como os ricos
para se reunir em torno de Vossa Mesa Real
oferecendo-lhes um Banquete imperial;

glória ao Altíssimo,
Fonte de inefável delícias,
Fonte que torna férteis os jardins,14
Poço de Água Viva,
Rios de Amor fiel fluindo de Vosso Coração,
Amante da humanidade, Esposo de Vossa criação,
nós Vos adoramos e louvamos Vosso Nome três vezes Santo;
amém;

sim, Vassula, todo o Céu Se rejubila desde que em Nossa benevolente condescendência Nós Nos compadecemos desta geração; Cristo disse: "Se alguém Me ama, guardará minha palavra e o meu Pai o amará e a ele viremos e nele estabeleceremos morada;"15 e assim Nós faremos...

ó semente feliz!16 se fores semeada em Mim, tua colheita será o Paraíso; se cresceres em Mim, florescerás e tuas flores primaveris, uma vez que floresçam na Própria Primavera, perfumarão a Terra, e a Terra, reavivada pela fragrância aromática, pronunciará sua primeira palavra: Pai! e será salva;

Ganhastes para Vós Próprio,
este meu coração rebelde;
em Vossa pródiga afeição e em Vosso Amor,
apertastes minhas mãos sujas nas Vossas,
atraindo-me para perto de Vós e em Vós,
respirando uma nova vida em minha alma;
e com um beijo batismal
acabastes com minha rebelião.

Ó indescritível delícia de minha alma,
Vós me visitastes,
não ousando mostrar-me, no início,
a imensidade de Vosso Amor,
por receio de que meu coração fosse pequeno demais para a conter;

Vós Vos abstivestes de me revelar inteiramente
a ardência de Vosso Amor,
por receio de que, eu fugisse; em minha fragilidade humana,
mas então, na exuberância de Vosso Amor,
Vós me desposastes...

Vós me desposastes,
apesar de minha grande miséria e culpa,
unindo-me inteiramente à Vossa Santidade Trina;
esse dom gratuito, dado por Vossa Própria Vontade,
dado a um verme indigno como eu,
deixa-me perplexa até hoje ainda.

Ó Raio de sol de minha alma,
Vós que tão delicadamente me alimentastes com coalhadas e mel17
estais aqui agora, visitando a Terra uma vez mais;
mas a Terra, de novo, não confia em Vós e se recusa a Vos acolher;

Meu Bem-amado desceu ao Seu jardim,18 ao canteiro de especiarias,19
para apascentar Seu rebanho20 nos jardins
e colher lírios;21

Meu Bem-Amado veio chamar Seu Próprio Rebanho
e colher lírios nos campos,
que não têm outro cuidado a não ser AMAR;
Ele veio colher Seus lírios para Seu Próprio bel-prazer;

a Divina Sabedoria visitou a Terra
para lembrar aos Seus que existe apenas uma teologia,
a de contemplar-Vos em Vossa Glória Trina;

Por isso deixai-me ser Vossa rosa sem espinhos,
ó delicadíssimo Esposo,
e Vós, minha Água Viva;
aí, meu caule colocado nesta Água Viva
não morrerá, mas será atraído à vida e viverá eternamente,
uma vez que serei mergulhada no Próprio Deus Eterno.

foste favorecida pelo odor de Minha fragrância,22 e te permiti contemplar Minha Santa Face, que brilhou em ti;23 não, essa lembrança de Minha Santa Face nunca se dissipará de tua memória; Eu transcendo a Terra em majestade e esplendor, e Meu Nome, e nenhum outro, é sublime, levantando o pobre em espírito para se juntar a Mim; Eu movo neles e eles se movem em Mim; por Meu Amor exuberante, como te inspirei chamá-lo, Eu te ofereci dons gratuitos em abundância, pois interesso-Me apenas por aqueles que Me24 temem e aqueles que confiam em Meu Amor;

não, Eu não vim para vos inflingir castigo, mas ao contrário, vim para vos desposar, e como um esposo que cumula sua esposa de presentes, Eu vos enfeitei com Meus divinos dons; não é pela eloquência das palavras que sou movido ou influenciado, mas pelo espírito contrito; a Escritura não vos ensina a amar a virtude? se Me buscardes na simplicidade de coração, não Me colocando à prova, então Eu, em Minha Benevolência, descerei do Céu como um raio dentro de vosso corpo e serei vossa lâmpada;

fostes ensinados que a lâmpada de vosso corpo é o vosso olho, e assim é, porque um olho enfermo não tem visão mas apenas escuridão, enquanto que um olho sadio ilumina a vista; Eu sou essa lâmpada e quem Me tiver dentro de si buscará as verdadeiras virtudes e não os vícios; Eu sou a verdadeira lâmpada de vosso corpo, que enche todo vosso corpo com tesouros e esplendores de Nosso Reino; esses tesouros e e esplendores são as virtudes; onde há Luz, há virtude; onde há Escuridão, há vício; não vos enganeis e vos agarreis a este mundo agonizante, mas sede-Me fiéis e vivereis Comigo no amor; amai a virtude;

no início, Vassula, foi-te pedido que vivesses santamente e fosses santa; também te aconselhei que se aprofundasses tuas raízes em Mim, não oscilarias no vento nem qualquer de teus galhos quebraria em espécie alguma de tempestade; então teus frutos seriam abundantes, suficientes para alimentar uma multidão e gerações; se Nos permanecesses leal, disse-te que te concederia favores especiais, e assim o fiz; Eu te engastei como uma pedra real preciosa em Mim e Me dirigi a ti; Eu te refresquei e te alimentei para cresceres na virtude; dei-te virtudes tais como o amor e a paciência, a sabedoria, o conhecimento, a fortaleza e a perseverança; Cristo te ofereceu Sua paciência e, ao mesmo tempo, a graça da esperança; para construíres tua esperança de que um dia a santidade seria recompensada, Eu te ensinei a suportar todas as provas com santa paciência;

buscaste, em tua fragilidade humana, Nos agradar; por isso Nós Nos inclinamos sobre ti e te amamos; a Sabedoria é dada aos pequeninos e por isso, Nós, em Nossa Santidade Trina, encontramos simplicidade de coração e te instruímos que devias adquirir Sabedoria, mas que Nós te ajudaríamos; dissemos que te ajudaríamos a imitar-Nos e a ser Nosso altar vivo, sobre o qual depositaríamos Nosso conhecimento, para que Nos compreendas e Nos conheças;

buscaste agradar-Nos e encontramos em ti Nosso conforto; Eu sou o Espírito que ensina e dá temperança; alma, deixa tuas centelhas morrerem ainda mais; tua proximidade de Nós é riqueza para tua alma; sim, tua proximidade de Nossa Real Munificência torna-te perseverante, não apenas para a missão, mas para atingires uma santidade invencível; Eu te disse, Minha bem-amada, para amares a virtude, e te comparei a uma árvore com muitos galhos e rica em folhagem, porque estavas enraizada em Mim, a Fonte do Amor, e dessa Fonte serias irrigada para produzires muitos e variados frutos, frutos de virtudes; digo uma variedade de virtudes, pois quem estiver enraizado no Amor, que é o princípio de todas as virtudes, dará origem a todas as outras virtudes;

não dizem as Escrituras: a Caridade tudo suporta, a Caridade é paciente, a Caridade é prestativa; a Caridade não é invejosa, não se ostenta, não se incha de orgulho; nada faz de inconveniente, não procura o seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor; não se alegra com a injustiça, mas se regozija no Espírito Santo e se alegra com a verdade; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta?

Eu te dei a virtude da fortaleza para ser em ti o princípio de todas as outras virtudes, uma vez que estava preparando tua alma para esta batalha de vossos tempos, em que o bem está deformado em mal; no início, Cristo te instruiu, assim também como o Pai através de Mim, que te enviaríamos, Minha bem-amada, às vis profundezas do pecado, onde a iniquidade e o vício são usados como coroa naqueles que recrucificam Cristo; Nós te mostramos, através de visões infundidas em teu intelecto, que te enviaríamos ao ninho das víboras, e assim, com a virtude da confiança em Nós, junto com a virtude da fortaleza, tu suportarias e perseverarias;

suportastes todas as injustiças, as flechas venenosas lançadas contra ti, com essa virtude; suportaste grandes provações por causa do Nosso Nome; e muitos que te contradisseram não foram capazes de te quebrar; embora exteriormente pareças frágil, Eu te farei forte por dentro, prova de que Eu estou bem no teu interior e que tua virtude, com efeito, está enraizada na Verdade; como disse, se estás enraizada em Mim, que sou a Fonte do Divino Amor, obterás a virtude do amor, então, como pequenos ramos, o Amor fará nascer outras virtudes; há numerosas virtudes dadas a cada um que pela graça foram formados para Me amar; e tudo o que é distribuído, é distribuído por Mim;

dissemos-te, uma vez, no início, que não terias descanso e que, às vezes, tua dor seria intolerável ao veres a surdez e a teimosia de certas almas, mas que com teu sofrimento por Nossa causa, provaste tua paciência, que, como te disse, é ligada à Fonte que é amor; para aumentar o espaço de Minha Morada,25 removi tudo o que Me obstruía, Minha Luz aumentou na escuridão e as sombras tornaram-se como meio-dia; dei força a teus ossos e te fiz florescer com Minha Presença;

sê forte e prova-te digna como Minha esposa, casada com a Verdade; sê perseverante e forte com Meu Espírito de Fortaleza para continuares a testemunhar pela Verdade, com zelo e coragem; com essa virtude que dei por Minha Graça aos mártires, tu podes vencer todos teus detratores e todos os que nunca cessam de anunciar a morte de Meu anjo;26 como o sol continuarás a brilhar em Nossa Presença Trina e em cada nação a que Eu te enviar, buscarás agradar-Nos suportando as dores das longas viagens para reviver a Igreja e defendê-La;

qualquer um que defenda fielmente a Igreja e testemunhe é, para Nós, como tocha viva, porque suas palavras fulguram na escuridão do mundo; dou-lhes um coração de guerreiro para combaterem o bom combate da fé e da justiça, e, para se juntarem nesta batalha espiritual de vossos tempos, Meus Arcanjos Miguel e Rafael que são predominantes na força e valorosos Guerreiros da Justiça, observando através de Minha Luz cada aspecto do comportamento humano... buscaste Nos agradar, com dedicada afeição e lealdade, por isso Nós te escondemos na sombra de Nossa Mão, tomando-te ao Nosso cuidado;

Mediador de cada um, Eu Sou; Garantidor de teu bem-estar, Eu Sou; sublime Fonte da Unidade dos Cristãos, Eu Sou; suprema Unidade do Pai e do Filho, Eu Sou; Unção do pobre em espírito, Eu Sou; Oração Incessante em ti, Eu Sou; Esposo de todos e Perpétuo Companheiro, Eu Sou;

bem-amada esposa, agora aprendeste de Minha Boca e pela graça, de um modo inefável, o que Nos concerne; Eu te ensinei que o conhecimento de Deus, através de Mim, é conhecimento trinitário para refutar heresias e similares; ah! Vassula! Aquele a Quem permitistes criar raiz no mais íntimo de teu ser é a Verdade que transfigura almas em um delicioso Paraíso, onde pode ser encontrada uma variedade de árvores que representam todos os tipos de virtudes; esses são os Céus em que Nós habitamos perpetuamente;

e agora Eu cantei para ti como um esposo cantaria para sua esposa um cântico de amor; um cântico de divino amor a fim de lembrar a todos vós que sois herdeiros de Nosso Reino; esse hino vos foi cantado pelo Próprio Hino,27 para permitir a todos vós saborear, enquanto ainda na Terra, Minha suprema doçura, eternamente unida a vós;

por isso, o Esposo vos acolhe dizendo: vinde agora, com um espírito contrito e enchei-vos de Mim; que todos os que têm sede, venham! Eu tenho a Água da Vida e tenho-a de graça; Eu, o Amante da humanidade, o Senhor Deus, te peço, filha da Trindade, para pegares os outros dois Cânticos que te foram cantados pelo Pai e pelo Filho, juntamente com esse e denomina Nossa Obra de:

Cântico do Esposo;

em Nosso Divino Cântico há muitas expressões de Nossa doçura Trina, com amorosos ensinamentos, para que muitas árvores prosperem e cresçam; mas quanto às árvores estéreis, Eu virei com um exército de anjos e as desenraizarei no inverno, e assim elas serão duas vezes mortas;

inscrevei em vosso coração, no coração de todos vós, esta verdade fundamental: o Senhor Deus conhece os que são Seus e por isso permite-lhes chegar perto Dele; esses estão destinados a atingir a perfeição na união divina e íntima Conosco; eles são chamados a ser transfigurados em Nós e a ser Um Conosco; seu antigo eu não mais existirá, mas de um modo inefável que sempre dei aos Meus Santos, Eu os deificarei em Nossa união; através de Mim deificarei todos a quem estou unido, e eles não mais falarão com sua própria mente, mas do modo que Eu falarei; suas ações serão Minhas ações;

foi-te dado um anel de ouro,28 um enfeite do mais fino ouro, no dia de teu esponsal espiritual, como símbolo de partilha da Cruz; por isso Eu te convido uma vez mais a suportar com paciência tuas tribulações;

concede-Nos teu tempo, e agora, filha bem-amada, vem repousar em Nós;

Busquemos a compreensão do Deus invisível
pela simplicidade e pureza de coração;

busquemos a compreensão de Seu exuberante Amor
na união divina e intimidade
que Sua Majestade dignou-Se oferecer-nos,
abandonando-nos inteiramente a Ele.

Em Vossa grande condescendência
Vós tendes, ó Amante de toda a humanidade,
cantado para nos alegrar;

Vós,
como um esposo que prepara um banquete para sua esposa,
preparastes para todos nós um banquete real,
a fim de que possamos todos nós festejar na liberalidade de Vossa casa;
Vós nos destes de beber do Vosso rio de prazer;

sim, pois Convosco, meu Senhor,
se encontra a Fonte da Vida;
em Vossa Luz, nós vemos a Luz.

Como a corça anseia por águas correntes,
assim minha alma anseia por Vós, ó meu Deus,
Minha alma tem sede de Deus,
do Deus da Vida, do Deus da Esperança, do Deus da Consolação;
quando voltarei a ver a face de Deus?

Meu coração disse de Vós: buscai Seu Santo Semblante;
e como um rei pagaria tributo à sua rainha,
da mesmo maneira, em Vossa perfeita bondade,
Vós pagastes tributo à minha indigníssima alma,
mostrando-me Vossa beleza, mostrando-me Vossa Santa Face.

Fortaleza salvadora de minha alma, apascentai-me;
e deixai minha alma gozar de Vossa doçura;
Vós destes força a mãos fracas,
educando-me ao Vos dirigirdes a mim, do modo o mais encantador,
brilhando Vossa Luz na escuridão e na sombra profunda.

Aqui em baixo, na escuridão,
Vossa Majestade desceu com tristeza em Vossos Olhos,
para libertar a escrava-do-mundo-escuro e alcançar meu túmulo.

Eu havia morrido por falta de Sabedoria.
Quem era Eu, meu Bem-Amado, para fazerdes tanto por mim?
Foi justo para Vós, meu Rei,
fixar Vossos Olhos em mim, enfeitar minha alma de vestimentas reais
com Vossa Palavra,
como risco de depreciardes Vossas Obras por minha causa?

Sim, eu havia perecido ao sair do útero;
como uma criança natimorta vim ao mundo
com uma nuvem pairando sobre mim;
pensei que eu era, mas nunca fui,
não até que viestes soprar vida em mim.

Quando abri meus olhos
e vi a distância Vossa Presença,
meu coração desabrochou como uma flor,
como madeira apodrecida e desfeita e tudo que era dentro de mim
metamorfoseou-se em um jardim;

então minhas faces encheram-se de um riso feliz
ao ver meu Redentor de pé, tão perto de mim;
e meus lábios abriram-se num grito de alegria,
a partir do momento em que aspirei o sopro da Vida.

Vossas Obras, Emanuel, são grandes, além de toda a avaliação,
Vossas maravilhas Emanuel, ultrapassam todo cálculo;
e agora darei rédea solta à minha alegria,
deixarei minha alma encantada falar:

“Hoje não preciso chamar o túmulo em que deitei: meu esposo,
e o verme: meu amigo, meu irmão e minha irmã;

hoje chamo a Vida: meu Esposo, meu amigo, meu irmão e minha irmã;
em Vós, colho minha mirra,
de Vós me alimento com mel,
e vinho e leite são a bebida que me dais”.

E assim, rezo de joelhos,
e suplico-Vos para colherdes todas Vossas Flores,29
a fim de que elas possam saber que Vossa companhia, ó Santo,
é radiância para a alma, riquezas sem número.
Vossa Companhia, Mirra de minha alma, é puro contentamento.

Agora sou como um criança feliz e disposta;
quem se aventurar a exalar sopros ardentes contra Vossa filha,
Vosso Braço poderoso lá estará para a proteger;

o Mal não pode jamais triunfar sobre o amor,
e onde há amor, Vós estais...
Eu jamais serei abandonada...

pensas que não estou tocado,30 Minha bem-amada, de todo o Meu Coração? não escutes todo o barulho que fazem à tua volta; estás enclausurada no Coração de teu Salvador; Nele está o teu refrigério; permanece em Mim, Minha irmã, Meu bem; abre tua mão...31

tendo reconhecido tua indignidade, e ao fazê-lo, tu Me ofereceste um ramo de flores e teu abandono; reconheceste que Eu, que sou o Caminho da Verdade e da Vida, vim ao teu túmulo e te ressuscitei; e todas as graças e dons que te dei foram dados a uma alma sem merecimento;

submete-te ao que é bom e acabarás com honra diante de Meu Trono; agora, joeira o bem do mal;

Ecclesia reviverá, Minha bem-amada;
Eu te abençoo; Eu estou contigo;

salfomeg

1 Pode ser tomado como: existe.

2 Sl. 133, 1.

3 O Portador e Distribuidor de uma variedade de Dons.

4 Sentido: teu amém ao Fiel e Verdadeiro; um nome dado a Deus.

5 Na visão de 29 de janeiro de 1989, o Espírito Santo apareceu como uma Pomba. Voou sobre muitas pessoas que estendiam suas mãos para Ele, mas decidiu voar sobre mim e pousar nos dedos de minhas mãos estendidas. Então eu O abracei contra minha face.

6 Significa que vossas palavras sejam puras.

7 Poderia ser compreendido também como Imagem.

8 Deus Se refere à Sua Mensagem de A Verdadeira Vida em Deus.

9 O dom desta revelação: A Verdadeira Vida em Deus.

10 Significa nossas almas.

11 Expressão que significa Deus desceu para alcançar o nível de Seu fraco povo.

12 Intimidade.

13 A união Divina no Amor de Deus.

14 Jardins férteis significa almas que progridem espiritualmente.

15 Jo. 14, 23.

16 Nós somos as sementes de Deus.

17 Neste contexto, a descrição simbólica de coalhada e mel significa pureza, delicadeza e ternura.

18 A Terra.

19 Almas.

20 Alimentar-nos espiritualmente.

21 Transformar-nos em lírios; tornar-nos puros.

22 Sua Santa Presença.

23 Imediatamente a visão de Sua Divina Face aflorou em minha memória. Ela permaneceu em meu corpo apenas pelo poder do Espírito Santo.

24 Sl. 147, 11.

25 Minha alma.

26 Eu sabia que o Espírito Santo referia-Se a mim.

27 As palavras de Deus são como um hino e Deus é ouvido como um hino.

28 Na visão de 23 de março de 1987, Deus ofereceu-me um anel de casamento.

29 Almas.

30 Jesus falou.

31 Jesus inclinou Sua bela Cabeça e graciosamente beijou o interior de minha mão; em seguida colocou Seu rosto nela, demonstrando Sua ternura e amor, então, empurrando-a de novo para baixo, fez o Sinal da Cruz na palma de minha mão.


Compartilha esta Mensagem!