O HINO DE AMOR

(Maratona com Jesus)


 

Louva sempre Meu Nome

21 de fevereiro de 1995

(Dacca)

Paz em teu coração; Vassula-de-Meu-Sagrado-Coração, Flor-de-Minha-Paixão, Descendência-de-Meu-Pai, quero-te perfeita;

Senhor,
onde encontrarei palavras suficientes para Vos glorificar?
Vós honrastes minha miséria
com Vossa estupenda e inspiradora Presença.
Desde então nenhuma tarefa foi difícil demais para mim;
com Vossa Presença, tudo se tornou fácil e uma delícia.
Vós me ensinastes que em Vossa Mão direita mantendes a Vitória,
e que a Morte foi engolida pela Vida.
Ó Salvador, tão ansioso em salvar e fortalecer,
Vossa benevolência visitou-me à noite,
na noite de meu coração,
para cantar um Festival, despertando um cadáver.
Vós colocais todo Vosso Coração em Vosso cântico,
por amor a todos nós;
e de mim fizestes
uma Harpa diante de Vosso Altar...
Que a música ressoe para nosso Rei, que ela ressoe!
Que a música chegue aos confins da Terra
e vibre em cada ravina, em cada montanha e em cada vale!

louva sempre Meu Nome, como agora! para que teu único Amor Se alegre;

Vassula, fortalece Minha Igreja e fortalecerei tua fé e tua alma; o pouco que Me dás, agrada-Me, o mais que Me dás, delicia-Me! Meu Pai jamais te faltou, Ele sempre vem em teu auxílio;1 estou sempre contigo...

Não Vos esqueçais de que sou pó
e que com uma rajada de vento desapareço.
As Águas do Vosso Lado
cascateiam sobre as montanhas e os vales;2
forneceis água para todos aqueles que têm sede;
e me enviais através das colinas a todas as nações, para gritar:

Só de Deus vem a vitória e a força.
Não mais vos arrasteis de sede,
estimulai vossas memórias e recolhei-vos,
todos vós que jazeis na poeira,
pois vosso Orvalho não está fora de alcance.
Vós vos esquecestes de Quem vos criou,
mas se beberdes vossa memória será restaurada!3

“Ah! todos que tendes sede, vinde à agua.
Vós, os que não tendes dinheiro, vinde!”4

e direi: escuta, e tua alma viverá...

E, agora, meu Salvador,
Vós, que tendes o primeiro lugar em minha vida,
perdoai minha miséria e minhas falhas.

bem-amada, amo-te de qualquer modo;

Dissolvei o nevoeiro à minha volta,
Tesouro Inesgotável,
Três Vezes Santo, Luz das Estrelas de minha Noite,
Vaso de minha alma, Coluna de Fogo ardente,
não me deixeis aprisionada na escuridão;
Estrondo de Trovão,5 revivei minha alma
e dai-me Instrução e Correção.

Minha companhia e Minha amizade te ensinarão simplicidade; pega Minha Mão e juntos continuaremos na estrada que te preparei, para te levar à perfeição;


1 Percebi isso também. Deus Pai corre primeiro para me consolar. Um dia, sob uma perseguição muito pesada, caí de joelhos, chorando pela ajuda de Jesus. Escrevi minha queixa (usando de meu carisma) e, invés de Jesus responder-me, Deus Pai correu para mim e consolou-me, prometendo que no dia seguinte será providenciado'. Sua palavra realizou-se como Ele disse. Sei que o Pai tem um fraco por mim, mas também tenho por Ele.

2 Uma efusão do Espírito Santo.

3 Jesus ajudou-me com Seu Espírito a escrever o que escrevi.

4 Is. 55, 1.

5 A Voz de Deus é como o estrondo do trovão: "Veio, então, uma voz do céu: 'Eu O glorifiquei e O glorificarei novamente!' A multidão que ali estava e ouvira, dizia ter sido um trovão." Jo. 12, 28-29.


Compartilha esta Mensagem!