O HINO DE AMOR

(Maratona com Jesus)


 

Odes à Santíssima Trindade (O Pai)

3 de fevereiro de 2003

Vassula, proclama todas as Minhas maravilhas a cada nação; a inocência e a integridade Me receberão de braços abertos e se beneficiarão de Minhas maravilhas; Eu preciso reeducar Meu povo para aprender a render tributo ao Pai, a Mim e ao Espírito Santo; render tributo à Nossa Glória e Poder, render tributo à Nossa Misericórdia e Bondade, render tributo aos Nossos milagres e aos Nossos sinais; eis porque tenho de reeducá-los a aprender como buscar Minha Santa Face e a renconhecê-La; quando vossas fundações caem em ruínas, não devo interferir? não leste que jamais deixei de trabalhar?1 no entanto, acreditar que deixei de enriquecer Minha criação com abundantes dons, tal como nos tempos antigos, é a mais prejudicial das heresias! cada obra que realizo é cheia de glória e majestade; Minhas Obras são sublimes e aqueles que se deliciam com elas têm razão de fixar seus olhos sobre elas; Minha mensageira, apressa-te, por ordem de teu Rei, em escrever esta Ode, dando-Lhe o nome de:

"Odes à Santíssima Trindade"

em seguida, torna-A conhecida em cada cidade, cada província e honra-Nos; o Pai Se dirigirá a ti, agora...

(Esse era Jesus Cristo.)

(O Pai:)

criação, não chores, não fiques de luto, mas alegra-te e fica contente! não mais eleves cânticos fúnebres, quando teu Criador canta para ti! mas, ao contrário, abre teu coração, a fim de que Minha Glória e Minha Luz te adornem majestosamente; não feches teus ouvidos a teu Rei, que te traz esta riqueza do Céu; Aquele que classificaste como inacessível, invisível ou como essência escondida, ministra agora para ti! alegra-te nestes tempos de Misericórdia e fica contente! ó Raça tão amada! por que permitiste a devastação e a ruína te revestirem e te invadirem a tal ponto? dize-Me, que benefício recebi de tuas mãos? quando Meu povo geme e lamenta sob o peso da opressão, ou chora debaixo da tirania de seus inimigos, ninguém pensa em perguntar, "onde está Deus, que faz ressoar Odes alegres?" ninguém admite ter manchado suas mãos com a impiedade; estás decretando tua própria sentença, criação! Minha Ode, agora, é para levar-te ao arrependimento e a reconhecer-Me; embora sejas carne e osso e substância terrena, Eu te dotei com Meu Espírito e te criei à Minha Imagem;

hoje, muitos de vós perguntais com incredulidade: "como pode esta essência escondida, acima de toda essência, absolutamente inconcebível que é Deus, manifestar-Se desta mais mística forma, em nossos tempos modernos, e expressar-Se com termos tão diretos através de uma de nós, que também é pó e cinzas?" uma vez que não podeis transcender-Me, Eu, em Minha luz transcendente e conhecimento, quis dirigir Minhas Odes a esta geração, que está em desesperadora necessidade de auxílio salvífico, revelando-Me a vós deste modo...

assim, Eu sou livre para vos entoar cânticos e vos recordar vossas verdadeiras fundações; Eu canto para fortalecer-vos e confortar-vos, para juntar os corações partidos e operar maravilhas em vossos corações; Minha Ode será tão doce como mel em todas as bocas, e como música, numa festa do vinho; sendo o Criador de tudo e a causa de todos os seres, Eu estou em toda a parte e ninguém pode dizer a Meu respeito: "Deus não Se expressa desta forma;" como podes dizer essas palavras quando estás na escuridão? ao invés, salta agora de alegria e espreita através de tua escuridão, pois quem é como Eu? Pai, Eu Sou; Hino Litúrgico de vossa alma, Eu Sou; Divindade Luminosa, Eu Sou;

as Escrituras dizem: "bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus;" hoje, Vassula, cada um vê tão longe quanto é capaz de ver, mas Eu digo a todos: vós também podeis ser contados entre os Meus Santos, vós que sois dignos de Me ver, se permitirdes ao Meu Espírito Santo passar através de vós para desfazer todas as vossas impurezas, e, uma vez adquirida a pureza, vos será dada a visão de Mim;

ah! geração, desde o início, Nós te criamos à imagem de Nossa Própria Natureza, dizendo: "façamos a humanidade à Nossa Imagem, à semelhança de Nós Mesmos"; mas, como sabeis, o demônio, em sua inveja e seu ódio a Mim e a vós, levou todos vós a enfrentar a Morte; o inverno já passou e a Primavera, Ela Própria, veio à Terra e vos redimiu para vos revestir, uma vez mais, com Sua Gloriosa e Divina Beleza; o que tendes a temer, então?

agora, vinde todos vós que Me desejais e reuni-vos à Minha volta; vinde ouvir esta Ode, que vem dos reservatórios do Céu...

bendito é aquele que Me abraça, porque Eu o fortalecerei em nossa união... hoje, Eu saio do mais alto céu para vos chamar a vos tornar um Comigo; dou-Me a vós para descobrirdes Minha grandeza e Minha Divindade; é a união mística entre o Criador e Sua criatura; o Esposo, que é também vosso Rei, vos convida a desposá-Lo; assim como o esposo sai de seu pavilhão de ouro, brilhando como um sol com graciosidade, refulgindo em sua luz, Eu saio do céu para vos convidar ao Aposento de Ouro de Meu Coração, que é Meu Peito e Meu Amor;

tu, que jamais compreendeste as profundezas de Meu Divino Amor, nem que Meu Coração é teu leito nupcial, vem e aprende Minha linguagem... Eu convido tua alma delicada a gozar de Minha doçura; Meu desejo, e Eu acrescentaria Minha sede, é salvar-vos e elevar-vos para subirdes ao céu a qual pertenceis;

vem a Mim, Minha, ao Aposento de Ouro de Meu Peito e Eu concederei à tua alma a visão de Minha Santa Face; bem-amada, ter-Me ouvido é renascer; ter-Me visto é ser; há melhor oferta que alguém oferecer-te a bem-aventurança eterna em uma vida passada Comigo, e por toda a eternidade? no Abismo de Minha Misericórdia, posso lavar-te de toda mancha e purificar-te de todos os teus pecados, de modo a obteres Minha herança...

a fim de seres convenientemente adornada e perfumada, e digna de entrares no Aposento Nupcial do Divino e desposá-Lo, Eu preciso tranformar-te para que sejas como a estrela da manhã, como a lua cheia, como o arco-íris reluzindo contra as nuvens brilhantes; quando Meu Espírito Santo te revestir com a Veste esplêndida, tu serás como um ramo de mirra, como rosas na primavera; quando fores revestida do Próprio Cristo, teu vestido de casamento, serás revestida de gloriosa perfeição, pronta para subir ao santo altar2 para encontrares teu Esposo, onde a Divina Graça te levará a estar... Eu te concederei, então, Minha, a visão de Minha Divina Face; embora ainda estejas na Terra, estarás em Mim, e tendo recebido uma visão de Mim, teu coração subirá ao céu, na Divina Luz, nas asas do Divino Amor e da Religião, percebendo que Aquele que está diante de ti, em Sua inefável e gloriosa Beleza, não é outro senão teu Criador e Esposo; e tu, em tua admiração e teu arrebatamento, gritarás para Mim:

"que Soberania! que impressionante Majestade é esta que meu coração experimenta? Mistério de toda a criação, ó Cavaleiro dos céus, Figura de Maravilha, inteiramente belo, à própria lua falta brilho diante de Vossa Glória, meu Senhor; e as estrelas parecem impuras diante de Vossa resplendente estatura; incomparável e inigualável, coberta de safiras, Vossa Glória não tem comparação; doce é a melodia de Vossa Voz; sob a Vossa Língua, mel e leite; no fundo de Vossos Olhos, dois deslumbrantes raios de luz; mas como sou considerada digna de entrar em Vosso Aposento Real, ó Soberania? como sou digna de ser tão privilegiada, de ser tão abençoada, para estar em breve unida e uma com o Deus Todo-Poderoso? minha alma agora está saciada de delícias; eis-Vos aqui, com Vosso dossel dourado que cobre Vosso Trono Real, convidando-me, a indigna, chamando-me para Vós em Vosso estilo senhorial, e eu, tremendo e exausta, totalmente vencida e ferida por Vosso Divino Olhar em mim, estou perdendo toda minha memória do mundo, diante desta visão maravilhosa que Vós, em Vosso Amor exuberante, me dais; em Vossa benevolência, traçastes para mim um caminho ardente, conduzindo meus pés a Vós; agora, com o mais fervoroso desejo de ser unida ao meu Bem-Amado, apaixonadamente eu voarei como uma pomba para o Vosso Abraço e dissolverei, desaparecendo em Vossa radiante Luz e tornando-me luz, eu própria;"

então, teu Rei, transbordando de Amor, Se inclinará na direção de Sua esposa, e segurará delicadamente sua cabeça, repousando-a em Seu Peito, dizendo-te com uma Voz melodiosa, estas palavras: "agora, Eu te seguro firmemente"; enquanto um raio de deslumbrante luz sairá de Minha Boca e te cobrirá...

"dou-Me a ti para que Me possuas e Me descubras em teu coração, Minha; descobre-Me em Minha transcendente Luz e brilharás em cada um de teus membros, como o rosto de Moisés brilhou, tendo-Me visto face a face; avança, e Eu brilharei em cada um de teus membros;

"ah! bendito é aquele que Me abraça, porque ele será como o fogo e o incenso no turíbulo, como um vaso de ouro batido incrustrado com todas as espécies de pedras preciosas no brilho de Minha Majestade; este é justamente o momento que Eu preparei para todos vós desde o início de vossa criação:

o Aposento Nupcial onde Eu conduzo cada alma
para participar de Meu Matrimônio Místico...

esta gloriosa manifestação do Céu te é revelada para santificar-te e fazer de ti uma santa, tendo visto a grandeza de teu Deus Trino; que tua alma se alegre na misericórdia do Senhor;

e agora, Eu digo à Minha esposa: "bem-amada, não tenhas medo, não morrerás embora os raios de Meu Olhar sobre ti te feriram e te sentiste desfalecer, pois Eu, que sou a Vida, mantenho-te firmemente agora, e não te deixarei partir; vês? o inverno passou, as chuvas cessaram e se foram, as flores apareceram na terra, a temporada das cerimônias nupciais chegou; não sabias que és de descendência real e que teu Rei esperava por ti;

enamorado de Minha esposa, Eu olho o dom de Minhas Mãos; olho para Mim Próprio em ti e o que vejo Me encanta; olho, uma vez mais, o que é agora Minha Propriedade, Minha Vinha, Meu Jardim; olho para Minha própria semente, o osso de Meus Ossos, a carne de Minha Carne, e, embora Eu olhe a ferida que Meu grande Amor infligiu em ti, que te fez subir para o mais alto céu, Eu Me alegro com a flor,3 a marca permanente de Meu Amor deixada em ti... essa ferida é a marca da terra prometida, da descoberta da pérola, esse é o sinal de Meu exuberante Amor, o sinal de tua ressurreição, o sinal do túmulo vazio;

o que teus olhos agora testemunham diante de ti é a Virtude em Seu Trono; bem-amada e óleo perfumado de Meu Coração, Minha amizade amorosa adoçará e confortará tua alma; enfim, desposada! vem agora ao Meu Abraço e contempla Minha Luz, Meu Coração, Minha Riqueza, Minha Misericórdia, enriquecendo e iluminando tua alma, tornando-a maior que todos os reis em seus reinos; tua única ambição, a partir de agora, deve ser advogar pelos outros em Minha Presença, fazendo súplicas pelos seus pecados; estando unida a Mim, serás preenchida com o espírito de entendimento e derramarás, nesta geração, palavras de sabedoria;

então, repousando ainda em Meu Abraço, na aurora, recorrerás de todo o teu coração Àquele que te criou; agradecerás Àquele que te perfumou com mirra; perto de Mim e em Meu Abraço, crescerás com retidão de intenção e conhecimento; meditarás em todos os Meus Mistérios escondidos e sobre a Virtude angélica do despojamento; então, de vez em quando, Eu te enviarei ao mundo para mostrares as instruções que recebeste; moldada agora pelo Meu Coração, obterás um ânimo novo; Minha vontade será conhecida por ti e saberás o que é bom, pois Eu serei teu guia; Eu e tu seremos sócios; por isso, entra em parceria Comigo, para irmos juntos às regiões subterrâneas, àqueles que descem ao abismo, e os libertarmos a fim de que, por sua vez, eles Me conheçam, a Mim, seu Deus; vês?

Eu ensinarei Minha pomba a levantar voo nos céus, perfumando as nações, e ainda escorrendo bálsamo e mirra, de Meu Abraço, teus lábios cantarão a teus próprios concidadãos, independentemente de cor ou de raça, as Odes do Divino; teus lábios úmidos de graça cantarão no tom da integridade e da religião, e conforme a Divina Lei do Amor e da Redenção, enquanto cobrirás os cidadãos com bálsamo e mirra; tu os suprirás com as reservas do céu;"

criação, Eu te criei para encher teu coração com Minha doçura e Meu Divino Amor; Eu ungi teu coração soprando em ti, e o fiz de tal modo para que ele seja capaz de conter e manter Meu sublime Amor e Doçura; pois Meu Amor é melhor que a própria vida; Eu jamais privo qualquer coração da alegria de Mim Próprio, pois tendo-Me contido em teu coração sem resistência de tua parte, as consolações espirituais tornam-se tão incrustadas em ti, que teu coração só se beneficiará ainda mais de Minha doçura, de Meu Amor e de Minha Deidade, conduzindo-te com laços de amor ao caminho filial, para governar Comigo, teu Rei; governar Comigo porá em ti a beleza de Minha Glória, enquanto os Anjos e toda a Corte celeste colocarão o manto de Minha Integridade ao teu redor, e te elevarão como um turíbulo cheio de incenso para perfumar a Terra;

mas, se encontro um coração morno, independentemente do amor e da doçura que continha em seu nascimento, esse coração jamais será capaz de se beneficiar de Minha Presença; ele será como uma cisterna rachada, que continuamente perde seu conteúdo, sem jamais o reter, e não importa o quanto tenha sido enchida, secará sempre e permanecerá vazia... tal coração é finalmente privado desta alegria conhecida de Meus Santos, pela falta de fé e pela preferência dada às indulgências terrenas e a outras substâncias luxuriosas que não Minha riqueza espiritual, esses corações depois de preenchidos com Minha Presença, gradualmente Me perdem, tal como o líquido que escorre pelas rachaduras da cisterna; e satanás, não vendo resistência, envolve-os então com suas trevas;

portanto, tu que jamais saboreaste Minha doçura, mas deitaste eternamente em amargo fel, levanta agora e avança, pois não há senão uma glória, uma delícia, um momento inefável de alegria que pode tornar-se eterno, um arrebatamento de alma, que é: ver-Me e saborear-Me, teu Deus;

sim, Vassula, tua alma desmaiou outro dia, quando Eu graciosamente te apareci e, enquanto Me contemplavas, o chão parecia balançar sob teus pés, quando Meu Olhar pousou em ti, ficaste hipnotizada; Minha aparência deu-te um novo ânimo e uma nova vida; Minha doce conversação contigo, desposou-te; Meu perfume em ti ungiu-te para te juntares à procissão de Meus Anjos e Santos, ao redor de Minha Presença e cantares com eles um hino de ação de graças, proclamando todas Minhas maravilhas e Meus prodígios, amando Minhas Cortes celestes, o lugar onde Minha Glória faz sua morada;

Ele, que disse uma vez: "que a luz se faça em ti", Minha amiga, Aquele que enche todas as coisas sem ser contido por seus limites, convida-te a refutar tudo o que é mal; hoje, teu Rei, teu Criador e teu Esposo oferece-te um grande banquete; com largueza e prodigalidade, Eu, por ordem real, dei autorização a todos os Meus Anjos para ir de Norte a Sul e de Leste a Oeste e reunir todos vós, anunciando que o Deus Trino, de um modo inefável, pretende transfigurar Sua criação; esses Anjos são os Guardiães do Limiar de Meu Reino;

estes serão os dias em que tua alma tem de estar preparada e vestida para o Esposo; Eu exibo Minhas Riquezas e o esplendor de Meu Reino e a Glória de Minha Majestade, que te pertencem, para gozares deles; Eu desço à Terra, como disse, como um Esposo nestes dias de escuridão e tristeza, de aflição e angústia, de opressão e grandes perturbações, em que os demônios são deixados soltos para ir em todas as direções e enganar não somente os miseráveis e os impuros de coração mas também a elite; ó bendita renovação! ó bendita transfiguração! prisioneiros hoje, mas livres amanhã...

em verdade Eu te digo, que tu também te unirás à procissão ao redor do altar junto com Meus Anjos e Santos, se estiveres aberta à Minha Vontade, permitindo, deste modo, seres conduzida ao Aposento Real do Rei com os Anjos e os Santos em teu séquito; esses Guardiães do Limiar de Meu Reino, então, à uma voz gritarão: "porta, levanta teu arco, levanta, porta gloriosa, deixa a esposa entrar! o Rei da Glória, o Governador das nações que reina para sempre, seu Bem-amado, aguarda Sua esposa;"

tendo transposto o Limiar do Rei, tu te encontrarás, de pé, na presença do Rei da Glória, a Fortaleza de tua vida, o mais belo; Lealdade e Nobreza são Sua insígnia; teu Esposo sentado em Seu Trono Real, com um Cetro de ouro brilhando em Sua Mão, vestido com todas Suas vestes de Glória, coberto com ouro e safiras, uma visão formidável, levantará Sua Face ao som de teu passo, e inflamado de majestade, dirá:

"vem a Mim e recebe-Me como Eu te receberei; Eu te embelezarei em Meu Abraço, com grandeza e esplendor; conhecimento íntimo de Mim Próprio e honra de teu Deus serão revestidos em ti, adornando tua alma e aperfeiçoando-a; agora, tomarás parte em nosso matrimônio espiritual, nesta Divina União, na qual obterás inefáveis bênçãos que ultrapassam todas as bem-aventuranças;"

se te abrires à Minha Vontade, isso é o que acontecerá; geração, Eu ponho Meu Amor diante de teus olhos e, embora Meu Amor esteja além da compreensão humana, vem, detém-te por um momento e reflete, e saibas que Eu sou Deus, mas também Pai; não falo com formulações rígidas, não é desse modo que faço Santos e Mártires; Minha doce conversa contigo é virtude e religião; Eu dirijo Minhas Odes sem espada a Meu lado; Meus Divinos Mistérios são adoráveis e te são revelados com o óleo da alegria; embora tenha visto tua miséria e conheça as misérias de tua alma, não desviei Minha Face de ti, mas, ao contrário, com amor, lembrei-Me de ti; bondade e gentileza são os caminhos que escolho para ti, pois Meus caminhos são Amor e Verdade; por causa de Meu Nome, revivi tua alma, filha, e perdoei tua culpa; coloquei a teu lado Virtude e Integridade para serem tuas alegres Companheiras; para Me desfrutares, bem-amada, e caminhares na Minha Presença Comigo na terra dos vivos, Eu te ofereci adquirir Sabedoria e, de bom grado, revesti teu corpo com Minha transcendente Luz;

está escrito: "Feliz quem escolhes e aproximas, para habitar em teus átrios;"4 com efeito, pois aquele que é convidado não está mais só; aqueles que estavam sós estão agora em Mim e são benditos; eles renunciaram ao mundo, aos seus amigos e aos seus parentes, desapegando-se por causa de Minha Glória; (isso Me dá mais glória e Eu recebo mais honra, quando o desapego vem de pessoas que vivem no mundo, com tantas tentações envolvendo-as mas que, por sua livre vontade, voltam suas costas a todos esses males e livremente Me oferecem sua vontade);5

- Eu protejo, em Minha Divina Luz,
todos os que estão em Mim; -

vinde escutar Minhas Odes todos vós que Me temeis; alguma vez já ouvistes que Eu Me tenha esquecido de mostrar Misericórdia, ou que Minha ira tenha superado Minha Ternura? tudo o que faço é feito com fidelidade e justiça;

sob os olhos de teus inimigos Eu te envolvi com Meu Abraço, Vassula, vergonha para os teus agressores, vergonha para aqueles que enchem seu coração com fúria maldosa, invejando-te porque Meus olhos estavam em ti, produzindo luz em ti; atrair-te aos Meus Passos, enfureceu-os; sussurrar-te Minhas Odes amorosas em teu ouvido, foi motivo para te atacarem; mas Eu te fiz como uma gazela, saltando pelas montanhas e livre, Eu fiz teu coração como um lírio, livre de preocupação; Eu te conferi Minhas bênçãos, levantando-te do pó, oferecendo-te um lugar eterno no Aposento de ouro de Meu Coração; esses terão de beber, um dia, de seu próprio cálice amargo, cheio de veneno;

por isso, agora, deixa Minhas Palavras te consolarem, que elas sejam como um bálsamo em ti; inclina teu ouvido agora e recebe Meu cântico: a Dignidade Real fixou Seus Olhos em ti, antes que tivesses nascido,6 para mostrar-te Minha Glória e o caminho do Meu Reino, uma estrada maravilhosa! e, desde então, tornei-Me tua luz estelar na noite de tua alma, e a luz do sol de teu dia... à Minha todo-poderosa Mão não faltam meios de distribuir-te Meus dons, no entanto, teu povo7 desafiou Meus dons e julgou-Me;

Eu governo com grande indulgência, para instruir, e com grande abundância derramo óleo sobre a cabeça daqueles que escolho, provocando declarações de oráculos proféticos, mistérios que estão escondidos do erudito e do sábio; ao querer destruir e martirizar a alma que Eu amo e favoreci e que enchi de palavras misteriosas, de nobres cânticos e de odes reais, Eu te digo, a ti que tramas o mal: tua própria maldade te castigará; e Eu lembrarei a esses opressores seus infames pecados, no Dia do Juízo;

Eu sou o Governador de teu espírito e ninguém será capaz de te abalar; Nossa doce conversação contigo continuará, fazendo jorrar grandes fontes em teu coração, e, juntos, Minha bem-amada, espalharemos Minha delicada fragrância ao redor do mundo, perfumando nação após nação; então, se poderá dizer: "o inverno passou, as chuvas cessaram e desapareceram e as flores apareceram na terra"; vês? esta é a razão porque te encerrei em Meu Coração, onde podes receber de Mim carícias consoladoras; mas espera e verás quanto mais serás consolada no Céu, em Meu Reino, por toda agressão feita a ti! tudo é medido... no Aposento Real de Meu Coração, Meu nardo continuará a produzir seu perfume em teu coração e o ar amargo que inalaste de teus acusadores evaporará rapidamente, dando-te tranquilidade e paz de espírito; consolada, assim, pelos perfumes aromáticos, tu jamais deixarás Meu Coração Real, jamais... mais que nunca tu te apegarás a Mim, ao verdadeiro Deus;

dize-Me agora, onde repousarás ao meio dia?

Eu repousarei no Aposento de Ouro de Vosso Coração;

dize-Me, deixa-Me saber, Minha bem-amada, onde repousarás à noite?

Eu repousarei no Aposento de Ouro de Vosso Coração Real...

e onde repousarás pelo resto de tua vida?

Eu farei meu repouso no Aposento de Ouro de Vosso Coração Real.

Eu colocarei, Senhor, Pai, Esposo e Amante da humanidade,
minhas raízes em Vosso Coração;
e seguirei as trilhas de Vosso Coração Real;
onde, contemplando-Vos, nos esquecemos de nós...

Senhor! Vosso Amor é uma Liturgia para a humanidade;
Governador Soberano, pela Vossa Misericórdia,
Vós considerastes me envolver em Vossa radiante Luz,
dissipando não somente a escuridão mas o vício também.

Deus Todo-Poderoso,
Vós, que tendes o universo na palma de Vossa Mão,
não só fico maravilhada, como totalmente subjugada
quando Vos adaptais, sem qualquer entrave, a mim e aos meus semelhantes!
Ao invés de me rejeitar,
em Vossa Amorosa Bondade, Vós cobris minha alma com presentes nupciais,
destilados das reservas celestes.

Depois, em Vosso Amor exuberante,
Vos juntais a mim em um Divino matrimônio espiritual,
fazendo-me conhecer o sabor de Vossos beijos,
que excedem a fragrância da mirra e do incenso
e de todas as essências aromáticas;
minha alma, assim em Vosso abraço, diz a cada um:

‘”tu também podes obter as mesmas graças e imerecidos dons
se te decidires a viver uma vida em Deus;
sentada igualmente em Seu Colo, ligada ao Seu Coração Real,
agarrada a Suas Vestes perfumadas,
enquanto Vos deliciais em Seu abraço,
em profunda meditação e perdida em contemplação
de sua inefável Beleza...
tua alma será saciada em Sua Beatitude,
transcendendo toda delícia, toda doçura, toda glória.”

Pelo Seu favor,
diligentemente,tive permissão de aprender o Alfabeto do Divino...

pois essa é Minha doce Doutrina, Meu Diálogo; a Doutrina e o Diálogo que devem ser ensinados a toda a humanidade; Eu gostaria de recordar a todos vós Minha Linguagem e reeducar-vos; assim como essas Odes, que o coração humano deve aprender, pois a Sabedoria e o significado sagrado da Verdade residem em Meu Coração Real;

salfomeg

(Essa longa Mensagem demorou vários dias para ser escrita.)


1 Jo. 5, 17.

2 Poderia também ser compreendido como o aposento nupcial.

3 Flor, neste contexto, significa ferida.

4 Sl. 65, 5.

5 Este trecho entre parênteses foi-me transmitido como alguém que deseja confiar algo a um amigo, como alguém que diz: "a propósito..."

6 Jr. 1 5.

7 Alguns da hierarquia ortodoxa.


Compartilha esta Mensagem!